Contactos

"Ebenezer" Até aqui nos ajudou o Senhor!

Empresa verificada
  • Pessoa de contato: Editora Digital Express
  • Telefone: +55 (19) 3411-81-79
  • +55 (19) 9154-17-67, CLARO
  • Skype: CECPRASCA
  • Endereço postal: Av. Bruno Ferraioli, 36, Piracicaba, São Paulo, 13425400, Brasil

Renovações do site

A motivação como ferramenta para alcançar a excelência no trabalho

A motivação como ferramenta para alcançar a excelência no trabalho

13/12/09

Motivação, em sua conceituação literal é uma espécie de energia psicológica ou tensão que põe em movimento o organismo humano. Também pode ser definida como a disposição de um indivíduo para fazer alguma coisa que ao mesmo tempo seria condicionada pela capacidade dessa ação trazer a satisfação de uma necessidade desse indivíduo. Esta ne­cessidade seria uma deficiência física ou psicológica que torna certa ação atraente. Assim, as pessoas motivadas desem­pe­nham melhor suas tarefas do que as desmotivadas.

A partir desta definição podemos compreender que uma necessidade não satisfeita gera tensão, o que estimula a vontade do indivíduo. Esta vontade de­sencadeia uma busca de metas específicas que, uma vez alcançadas, terão como conseqüências a satisfação da necessidade e a redução da tensão. Assim, a motivação de um trabalhador é momentânea, necessitando de outros desafios.

Existem diversas teorias que explicam a motivação dos colaboradores de uma empresa. Entre elas estão as cinco necessidades dos seres humanos de Maslow: fisiológicas, de segurança, sociais, de estima e de auto realização. De acordo com esta teoria, a medida que cada necessidade é atendida a próxima se torna dominante, sendo que o indivíduo move-se das necessidades fisiológicas em direção as necessidades de auto realização, seguindo a ordem das necessidades propostas acima. Desta forma, do ponto de vista da motivação, esta teoria sugere que, apesar de nenhuma dessas necessidades sejam satisfeitas to­tal­mente, uma necessidade substan­cial­mente satisfeita extingue a motivação.

Já a teoria X e teoria Y, propôs idéias como decisões participativas, tarefas desafiadoras que necessitam de alto nível de responsabilidade e bom relacionamento em grupo para potencializar a motivação dos funcionários. Analisando teorias contemporâneas, podemos citar outra teoria de necessidades de que afirma que os homens tem três necessidades básicas no trabalho.

Necessidade de realização: busca do sucesso.
Necessidade de poder: a necessidade de persuadir, de fazer com que os outros se comportem de forma diferente do que vinham se comportando.
Necessidade de associação: relacio­na­mentos interpessoais.

Estas necessidades serão estudadas caso a caso e identificadas nos funcionários da empresa para montar um trabalho motivacional personalizado, pois existem colaboradores com necessidades diferentes, que estão em níveis diferentes.

O alto gerente de uma empresa deve possuir uma grande necessidade de poder: isto é, uma preocupação em influenciar pessoas. Entretanto esta necessidade precisa ser disciplinada e controlada para que seja direcionada em benefício da instituição como um todo, e não do engrandecimento pessoal do gerente. Além disso, a necessidade de poder dos altos gerentes deve ser maior do que a necessidade de conquistar a afeição das pessoas.
É importante salientar que esta motivação de poder não se refere ao comportamento ditatorial, mas ao desejo de impactar e persuadir as pessoas ao redor. Também há a teoria da fixação de objetivos, que intensifica o pensamento de McGREGOR, onde as intenções da empresa são expressas como metas e isto pode ser a fonte de motivação. Os objetivos específicos difíceis resultam em um melhor desempenho que o pedido de fazer o possível ou o melhor que puder ser feito.

*Prof. Dr. Antonio Estevam
PhD Jurisprudence – Willamette University
Diretor – Zion’s Training Center
55 – (19) 3371-0204 / 3426-0665
email:diretor@zionstrainingcenter.com.br
www.zionstrainingcenter.com.br / www.aestevam.com.br